segunda-feira, 21 de Novembro de 2011

Funge


1 l de água

350 g de farinha de mandioca

Sal q.b.



Dilua a farinha numa parte da água fria.

Tempere a restante água com sal e leve ao lume. Quando esta estiver a ferver, junte

à farinha que está diluída na água fria. Mexa sempre para não encaroçar. Deixe

cozer até ficar consistente.



Sabia que em Angola, o funge é sempre feito de farinha de mandioca. No entanto, há quem lhe

chame pirão de mandioca, o que é errado. O pirão é feito de farinha de milho ou de farinha

de massambala.

4 comentários:

Jardineiro do Rei disse...

FELIZ NATAL…

“E a cada raminho novo
Que a tenra acácia deitava,
Será loucura!..., mas era
Uma alegria
Na longa e negra apatia
Daquela miséria extrema
Em que vivia,
E vivera,
Como se fizera um poema,
Ou se um filho me nascera.”
(“Toada de Portalegre – José Régio”)

João

Conceição Santos disse...

Que dizer?...É José Régio.

Agradeço o lindo poema.

Abraços

Conceição Santos

katyla silva disse...

Oi Conceição,
fico muito feliz com sua tentativa de fazer o funge de bombom,sou Angolana de raiz (nascida e criada cá)...
Sem querer desmerecer o seu trabalho, gostaria de lhe dizer que o funge não leva sal, é apenas a agua e a fubá!!!
**Beijinhos de Angola**

Conceição Santos disse...

Olá katyla Silva

Começo por pedir desculpa de só agora responder ao seu comentário.

Todas as pessoas sabem que o funge em Angola normalmente não leva sal. Eu também sei...isto porque o funge era normalmente acompanhado por peixe seco que era salgado e também porque o sal não chegava ás gentes do interior d Angola. Acontece que muitas pessoas assim como eu, gostam de juntar um pouco de sal, pois este fica muito mais apaladado. Outra coisa que eu não faço, é chamar fubá á fuba. Fubá é um termo brasileiro. Nós estamos a falar de Angola.. Agradeço a sua dica, pois é sempre agradável ver que este blog é visitado. Eu por vezes não venho até aqui tantas vezes como queria por falta de tempo. Um abraço de amizade…